Notícia

DCI

Acordo de R$ 100 mi para setor sucroalcooleiro

Publicado em 18 julho 2007

Foi assinado ontem, em Piracicaba, um acordo entre a Fapesp e a Dedini S/A Indústrias de Base, que deverá ter duração de cinco anos e aporte total de R$ 100 milhões e tem como objetivo apoiar a realização conjunta de projetos de pesquisa entre pesquisadores de instituições de ensino superior e pesquisa no Estado de São Paulo e da indústria, todos voltados para o desenvolvimento de processos industriais competitivos de transformação de cana-de-açúcar em etanol.

Para Carlos Vogt, presidente da Fapesp, o acordo é possível "graças a uma política sistemática de apoio ao desenvolvimento cientifico e tecnológico do estado, o que o faz manter a liderança e distinção nos cenário nacional e internacional". O presidente da Dedini também se mostrou otimista. "O Brasil é líder mundial em cana-de-açúcar e seus derivados, produzindo o etanol mais competitivo. O custo desse produto teve uma redução da ordem de 60% nas últimas décadas, devido ao aumento da escala de produção, da maior experiência e, principalmente, pelo expressivo desenvolvimento tecnológico do setor sucroalcooleiro. O Brasil precisa intensificar suas ações nessa área para garantir a sua posição", afirmou José Luiz Olivério, vice-presidente de Tecnologia e Desenvolvimento da Dedini.