Notícia

Agência USP de Inovação

Aceita no terceiro PIPE, incubadora do Cietec se destaca no mercado

Publicado em 15 junho 2018

Dos projetos aprovados pelo PIPE, programa da Fapesp que visa dar suporte a empreendedores, 14% eram startups do Cietec. Entre eles, um destaque é a VR Monkey, que tem crescido de tamanho e atraído cada vez mais clientes.

Atualmente, a empresa se destaca pela criação de games, sendo a primeira empresa brasileira a desenvolver um jogo disponível na Playstation VR, “The Rabbit Hole”. A empresa também cultiva diversos clientes, entre a área industrial, agências de publicidade e eventos.

De acordo com Pedro Matsumura, 31, fundador da startup, o ambiente da Cietec é extremamente importante para a empresa. “Uma grande vantagem é o apoio que recebemos nos Editais. Participamos do edital do Samsung Protect e conseguimos três PIPE FAPESP. O Cietec tem uma curadoria muito boa e direcionamento muito bom para os fundos perdidos e os editais” afirmou.

Vr Monkey dobrou de tamanho ano passado.

A localização da incubadora dentro do Instituto de Pesquisas Enérgeticas e Nucleares (IPEN), dificulta a entrada de clientes no local. Para uma empresa direcionada para o mercado, o caso para a criadora de games, significa uma barreira para o crescimento.

Apesar disso, Pedro Matsumura, evidencia que a proximidade com a Universidade de São Paulo (USP) é a maior vantagem da empresa. “ Em detrimento a outras empresas do mesmo setor que o nosso, temos um time técnico de muita excelência porque captamos funcionários de dentro da USP ” evidenciou.

Na busca para conseguir contratar os melhores profissionais, a startup mantém um convênio de estágio com a POLI, relação que foi facilitada pelo fato de Matsamura ser formado pela Universidade.

“Cultivamos uma relação muito próxima entre a academia e a empresa, principalmente porque eu tenho um ‘pézinho’ lá. Temos convênios com a USP nesse sentido e trabalhamos em parceria com alguns Laboratórios” concluiu.