Notícia

Folha de S. Paulo

Abertura em meio a aumento de casos confunde cérebro na análise de risco

Publicado em 19 julho 2020

Por Gabriel Alves
SÃO PAULO - Por mais extraordinário que o cérebro humano seja, ele tem limitações quando analisamos riscos. Isso acontece porque, embora haja diferentes sistemas neurais para tentar entender que tipo de ação vale ou não a pena tomar, ainda tropeçamos em obstáculos impostos pela nossa própria natureza ao decidir, por exemplo, durante o curso da pandemia, se podemos sair de casa e, caso isso aconteça, como vamos nos comportar. Se somarmos isso ao fato [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.