Notícia

Portal Hospitais Brasil

Abertura do Instituto de Pesquisa da Santa Casa de São Paulo movimenta setor científico

Publicado em 28 novembro 2012

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo (ISCMSP) inauguram o Instituto de Pesquisa da Santa Casa.

O objetivo do Instituto é centralizar as pesquisas existentes nos departamentos do Hospital Central da Santa Casa, viabilizar novos projetos e agilizar os processos administrativos para aquisição de apoio e patrocínio às pesquisas, além de melhorar ainda mais a assistência médica dentro da Instituição.

“A abertura desta sede irá auxiliar na viabilização de nossos principais objetivos que englobam: apoio no planejamento e na realização de pesquisas; disponibilizar uma infraestrutura que facilite a logística de implementação dos projetos; atrair novos pesquisadores; e aprimorar o desenvolvimento metodológico com inovações tecnológicas e científicas”, explica o Prof. Dr. Carlos Longui, coordenador científico do Instituto de Pesquisa da Santa Casa de São Paulo.

Para a população, a Instituição facilitará a participação de pacientes em estudos clínicos. Assim, os cidadãos poderão usufruir de avanços tecnológicos e se beneficiar de pioneiros métodos de exames e tratamentos de doenças.

Longui também prevê um impacto positivo no atual cenário nacional de centros de pesquisas. “O Instituto terá capacidade de formar pesquisadores brasileiros, melhorando sua capacitação e aumentando sua competitividade para futuras experiências internacionais. Além disso, profissionais estrangeiros que desejam realizar suas pesquisas no Brasil, ganharão um novo Instituto de apoio a projetos científicos, proporcionando valiosas trocas de informações”.

Os pesquisadores, médicos e alunos que tiverem interesse em realizar suas pesquisas no Instituto, poderão apresentar seus projetos na Coordenadoria Científica, que distribuirá sua realização entre os diferentes setores. O Instituto também apoiará projetos inovadores com o intuito de auxiliar no processo de patentes.

Estrutura do Instituto de Pesquisa da Santa Casa de São Paulo

O novo prédio que abrigará o Instituto possui seis andares, sendo três só de laboratórios e um andar de suporte técnico de pesquisa. Ainda há um anfiteatro e um andar administrativo.

Será composto por uma Diretoria Administrativa, formada por membros da ISCMSP e da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Coordenadoria Científica e Coordenadoria Administrativa.

No início de suas atividades científicas, o Instituto será composto por três setores:

• Núcleo Metodológico: coordenado pelo Prof. Dr. Hudson Buck.

A implantação desse Núcleo de Pesquisa possibilita centralização de equipamentos e pessoal especializado, permitindo oferecer suporte técnico à pesquisa Institucional.

Tem o objetivo de desenvolver e padronizar métodos: desenvolvimento de novas linhas de pesquisa; apoio à fixação de alunos de pós-doutoramento; campo de testes para futura incorporação metodológica na assistência em saúde e pesquisa clínica aplicada.

Também é função do Núcleo criar um centro de referência e viabilizar logística de coleta, recepção, transporte e armazenamento de amostras específicas das linhas de pesquisa apoiadas pelo Instituto.

• Instituto de Pesquisa Clínica: coordenado pela Dra. Vera Lúcia Alves.

Hoje, a Pesquisa Clínica da Santa Casa é representada por projetos provenientes de seus ambulatórios, enfermarias e emergência, fruto do interesse pessoal de seus médicos e pesquisadores.

Outra fonte de desenvolvimento da Pesquisa Clínica é o interesse dos órgãos de saúde e da indústria farmacêutica em trazer seus projetos para serem realizados na Santa Casa.

Agora, o Instituto de Pesquisa Clínica, localizado dentro do Instituto de Pesquisas da Santa Casa, oferecerá agilidade, centralizando e facilitando a logística para o desenvolvimento de projetos, bem como o suporte administrativo, essencial para o crescimento da pesquisa clínica institucional.

• Instituto do HPV: com a coordenação da Profª. Dra. Luisa Lina Villa.

O Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do HPV (INCT-HPV) tem como missão o estabelecimento de um ambiente para a pesquisa em todos os níveis de atuação relacionados à infecção por HPV e doenças associadas, propondo-se à realização de atividades bem articuladas, caracterizadas pela criação de um ambiente estimulante tanto para pesquisa, quanto para formação de recursos humanos especializados.

Também faz parte da missão do INCT-HPV a implantação de metodologias laboratoriais inovadoras que permitam avanços científicos substanciais ou desenvolvimento tecnológico inovador; agregação dos melhores grupos de pesquisa nos estudos das doenças causadas por Papilomavirus, objetivando responder a questões estratégicas e de muita relevância para a saúde do país, tanto na profilaxia quanto na terapia dos tumores causados por HPV. Além disso, se propõe à transferência de conhecimento para a sociedade, focalizando a educação da população em geral, e cooperação técnica e transferência de conhecimento para o setor empresarial e para o governo.

Conta com o apoio do CNPq e da FAPESP, em programa inovador criado pelo Ministério de Ciência e Tecnologia, cujos recursos vêm sendo utilizados tanto para a montagem de laboratórios de última geração na sede do Instituto de Pesquisas da Santa Casa, quanto para a compra de equipamentos e material de consumo utilizado em diversas linhas de pesquisa em andamento.