Notícia

Destak Jornal online

ABC faz parceria com Instituto Mauá para combater enchentes

Publicado em 15 maio 2019

Prefeitos da região aprovam implantação da tecnologias para alertas e monitoria dos níveis dos rios e córregos

Os prefeitos do ABC aprovaram ontem, em reunião no Consórcio Intermunicipal Grande ABC, uma parceria com o Instituto Mauá de Tecnologia para implantação de novas tecnologias de alertas contra enchentes.

De acordo com o Consórcio, o projeto piloto permitirá o uso gratuito de cinco aparelhos que monitoram os níveis dos rios e córregos. Na prática, a elevação do volume vai gerar a emissão de alarmes sonoros e avisos por mensagem de texto aos moradores que vivem em áreas com risco de alagamento.

O acordo de cooperação técnica com o Instituto Mauá, que tem sede em São Caetano, prevê a utilização de recursos provenientes da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) no desenvolvimento dos equipamentos, que foram criados por alunos da faculdade.

Os equipamentos tem custo médio de R$300 mil. Como contrapartida, o Consórcio terá que investir em torno de 5% do investimento (R$ 15 mil).

Entre os locais em que os aparelhos serão implantados estão o córrego dos Meninos, na região corta São Bernardo, Santo André e São Caetano.

"Caso seja constatada eficiência do sistema e haja captação de verba junto ao programa estadual, a entidade regional poderá colaborar financeiramente para produção de mais equipamentos, que deverão ser disponibilizados para as prefeituras da região", informou a entidade em nota.

Alerta ABC

Os prefeitos também aprovaram que seja feito trabalho para otimizar o sistema de envio de alertas meteorológicos.

Até dezembro isso era feito pelo aplicativo Alerta ABC, que hoje está fora de operação por questões contratuais. O órgão disse que o setor de Tecnologia da Informação está analisando novos sistemas semelhantes.

"O objetivo é manter o serviço com recursos próprios e, deste modo, a população continuar sendo informada sobre o clima da região. Teremos agora um período de estiagem, e é justamente nesta época que temos que criar ferramentas de prevenção, para, quando chegar no fim do ano, termos meios para amenizar os impactos das fortes chuvas de verão nas sete cidades", afirmou o prefeito de Santo André e presidente do Consórcio, Paulo Serra (PSDB).

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Rádio ABC CliqueABC