Notícia

O Estado de S. Paulo

A USP se rende às cotas

Publicado em 07 julho 2017

Depois de ter adotado, em 2007, nos vestibulares da Fuvest o sistema de bônus para os candidatos oriundos de escolas públicas e tê-lo estendido em 2013 para os candidatos pretos, pardos e índios, a Universidade de São Paulo (USP) implantará a partir de 2018 o sistema de cotas sociais e raciais nos cursos de graduação de todas as suas faculdades. A meta é ter 50% de calouros vindos da rede pública até 2021 e, dentro desse grupo, ter 37% de estudantes pretos, pardos e índios. A inclusão de alunos de escola pública será feita de [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.