Notícia

Diário da Franca

A participação brasileira na maior pesquisa de neutrinos da atualidade

Publicado em 11 junho 2017

A participação de pesquisadores de instituições do Brasil e de outros países da América Latina em um dos maiores projetos científicos da atualidade foi o tema do Dune Workshop, realizado na sede da FAPESP, em São Paulo, no dia 1º de junho.

O Dune – Deep Underground Neutrino Experiment – é o mais ambicioso empreendimento já concebido para o estudo dos neutrinos. E pode-se dizer que sua importância para a pesquisa dos neutrinos será tão grande quanto a do LHC (Large Hadron Collider) para a pesquisa dos hádrons e seus componentes. A comparação é mais do que uma comodidade retórica. Pois, embora enfoque uma outra classe de partículas, o Dune consiste igualmente em uma iniciativa bilionária, destinada a investigar em profundidade a estrutura da matéria e a responder algumas das mais inquietantes perguntas relativas à formação do Universo.

Colaboração internacional, com sede no Fermilab (Fermi National Accelerator Laboratory), nos Estados Unidos, e custo estimado no patamar de US$ 1 bilhão, o Dune já congrega 970 colaboradores, de 164 instituições de pesquisa, de 31 países. A construção dos equipamentos está sendo iniciada neste ano. E o início das operações foi agendado para 2026.