Notícia

Correio Popular

A necessidade de se ter uma marca forte...confiável!!!

Publicado em 26 agosto 2001

Por L. C. Bocatto
Você tem uma marca pessoal? Claro que tem! Basta olhar para sua carteira de identidade e perceber que o Governo nos obriga, para que possamos começar nossa vida de cidadãos, a ter uma marca que destaca a cor dos nossos olhos, de nossos cabelos e da nossa pele - entre outras qualificações -, para que sejamos reconhecidos em todos os lugares onde seja necessário nos identificar como seres humanos. E quando nossa mãe fala de nossa marca! Ah! Ela se torna maravilhosa! Dentro do coração de uma mãe nossa marca é aquela que gostaríamos de exibir para o mundo todo, pois é uma marca sem defeito. Mas existe também a marca que a sogra exibe da gente. O que temos de pensar em um mundo no qual nós, seres humanos, estamos cada vez mais parecendo "com modities " é que a construção da imagem da marca passa pela seguinte estratégia: identidade da marca, o posicionamento dela no mercado e para qual público será dirigida. MARCA: UM CUIDADO A LONGO PRAZO Sempre digo aos meus filhos que recebi de meupai a marca Bocatto sem rasuras, rascunhos ou problemas, quer seja em área municipal, estadual ou federal, ou seja, com cadastro idôneo em todos os cartórios distribuidores. O meu querido pai, que hoje está com seus 86 anos, sempre cuidou da marca da família e tem sido por ela que percebo inúmeras portas abertas. Como podemos observar por todos os escândalos que estão pipocando no país desde o tempo da descoberta da Ilha de Santa Cruz, que também o diabo tentou seduzir Jesus, mas Ele, que queria manter o nome de sua família, não entrou na "lábia"do demônio. Todos nós, com certeza, somos, durante nossa vida, seduzidos para que caminhemos por estradas que são repletas de facilidades, desde que para atingir essas facilidades façamos concessões que podem em um curto prazo manchar nossa marca - afinal, em democracia, descobrir o que foi realizado fora dos padrões éticos não é coisa difícil. Ao ser descoberta a "maracutaia", jornais éticos como o Correio Popular expõem em suas páginas os "vilões"que não deram continuidade à marca que herdaram de suas famílias. Diante da exposição, entra em cena o Ministério Público e são instaurados os processos que irão apurar quem "maculou" sua própria marca. CUIDADOS LEGAIS COMA MARCA Toda marca deve ter seus cuidados básicos. Antigamente tínhamos de pensar em registrá-la no INPI - Instituto Nacional de Propriedade Industrial -, para que obtivéssemos a famosa "marca registrada". Com o surgimento da Internet, hoje, além do INPI, temos que transformar nossas marcas em domínios junto à Fapesp (Fundação de amparo à Pesquisa do Estado de são Paulo) Outro e mais grave problema fica por conta do esquecimento de que toda marca tem um prazo de validade junto aos órgãos competentes. Muitas empresas da área de marcas e patentes têm como serviço agregado o acompanhamento da validade da marca e avisa aos seus clientes quando a marca entra em fase de revalidação. Caso o processo seja esquecido, aquele marca poderá ser registrada por outra empresa que legalmente será a nova proprietária da marca. Existem lendas de muitas marcas que foram esquecidas e tiveram de pagar verdadeiras fortunas para as outras empresas que aproveitaram deforma "a ética"e registraram a mesma marca. O QUE AS MARCAS ESPERAM DE SEUS PROPRIETÁRIOS Que se pesquise as marcas no sentido de saber o que o público sabe sobre ' ela. Criar sempre um modelo comunicacional integrado, com a escolha certa dos meios de divulgação, sendo que as campanhas devem estar com as mídias dirigidas ao mesmo objetivo para atingir as meias propostas. Ter um design com conteúdo qualificado para o público adequado e um acabamento visual de acordo com o design. Ser uma marca pró-ativa, correndo todos os riscos que a inovação apresenta, porém, ao ter continuidade e estando articulada, a marca se sobressairá às demais. Que as marcas sejam muito bem qualificadas no sentido de trabalharem com preço ou com prestação de serviços agregados. Quem optar por marca que determine preço baixo, deve estar preparado para o volume e margens de contribuição diminutas. Quem optar por prestação de serviços agregados deverá estar preparado para a excelência. Simples, não é mesmo? O problema é escolher a empresa que atue na área da publicidade e propaganda certa, para fazer com que todos os esforços de marketing tenham o retorno esperado. As marcas - imagens públicas - mais queridas e as mais detestadas no mercado. Atualmente, institutos de pesquisas estão detectando, além das marcas comerciais, quais as marcas que o público em geral aceita como boa marca ou má. O primeiro resultado que engrandece a posição do Correio Popular foi uma pesquisa onde se detectou que o jornal é o meio de comunicação de maior credibilidade junto ao povo brasileiro, sendo que, nessa pesquisa, Judiciário, Governo Federal, revistas, clubes de futebol, Congresso Nacional e partidos políticos oscilam entre 0% a 4%. Uma vergonha, não é mesmo? A primeira colocação, com 30% dessa pesquisa, ficou para a Igreja Católica. QUEM ESTÁ AJUDANDO OU ATRAPALHANDO O CRESCIMENTO DO BRASIL Em uma outra pesquisa foi perguntado quem está ajudando e quem está atrapalhando na construção de nosso país. Quem ajuda: trabalhadores, 79%; professores, 72%; indústrias, 38%, comerciantes, 19%; jornalistas, 15%. Quem atrapalha: funcionários públicos, 14% negativo; fazendeiros, 19% negativos; juizes, 39% negativos; banqueiros, 53% negativos; políticos, os campeões da negatividade, com 54%. Como observamos pelos resultados, figuras nunca dantes citadas como problemas para a Nação, como os juizes, acabaram entrando na "dança" da negatividade. Adivinhem por causa de quem? Portanto, nada mais está isolado no processo cognitivo da população, basta uma pessoa "detonar" a ética para que toda uma categoria seja comparada ao antiético - o famoso efeito manada. Prof. L.C. Bocatto - www.estrutura-humana.com.br - Consultor de empresas, palestrante empresarial, Mestre em Mercado e Comunicação Empresarial.