Notícia

O Globo

A literatura e o pesadelo da História

Publicado em 27 fevereiro 2010

Por Wilson Alves-Bezerra
O escritor argentino Ricardo Piglia publicou, há exatos trinta anos, em pleno regime militar, seu primeiro romance, "Respiração artificial". Nele, aborda o tema do totalitarismo de modo tangencial, como costuma acontecer nas épocas em que há controle de ideias. Sua realização foi bem recebida, e inclusive mereceu o prêmio Boris Vian, de melhor romance, em 1982. Visto agora à distância, já sem o contexto político no qual surgiu, e por ocasião do lançamento de uma nova edição no Brasil, pode-se voltar a ler o romance e [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.