Notícia

Portal Exame

A guerra ao terror e o enfraquecimento do repúdio à tortura

Publicado em 11 março 2014

Por Karina Toledo, da Agência FAPESP
São Paulo – Um dos muitos efeitos colaterais da guerra contra o terrorismo que seguiu os ataques realizados nos Estados Unidos em 11 de setembro de 2001 foi a quebra do consenso internacional contra a prática de tortura que vinha se fortalecendo em todo o mundo – pelo menos no nível do discurso oficial – desde o término da Segunda Guerra Mundial. Em alguns dos países considerados líderes na defesa dos direitos humanos, o repúdio absoluto à prática passou a ser relativizado em nome da segurança. Teóricos voltaram a debater [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.