Notícia

Diário Catarinense online

A ciência ao alcance de todos

Publicado em 16 julho 2006

Por Taís Shigeoka (tais.shigeoka@diario.com.br)

O que se pesquisa nos laboratórios e universidades será mostrado a partir deste domingo às 18h30min, na UFSC, desmistificando a idéia de que ciência e tecnologia pertencem apenas ao meio acadêmico.
No campus da Universidade Federal de Santa Catarina em Florianópolis, acontecerá a 58ª reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).
Os números da programação sinalizam a importância do evento: durante seis dias - de 16 a 21 de julho -, 600 palestrantes e 298 simpósios, debates, entre outras atividades gratuitas. É o maior evento científico do hemisfério Sul.
Para mostrar que ciência vai muito além de tubos de ensaio, máquinas e robôs, serão abordados assuntos que influenciam diretamente a vida das pessoas comuns.
Na programação, temas emergentes, como a TV digital, e assuntos "antigos", mas ainda polêmicos, como o aborto. Discussões sobre políticas educacionais, agronegócios, entre outras, também estão incluídas e mostram que o evento é para os mais diversos públicos.
Exposição mostra benefícios à população
Segundo Eunice Nodari, pró-reitora de cultura e extensão da UFSC, a reunião da SBPC é uma grande oportunidade para mostrar que a ciência e a tecnologia trazem benefícios diretos a toda população. Para reforçar isto, a professora destaca a realização da Expotec, evento paralelo onde cerca de 50 expositores, entre universidades, empresas e instituições de fomento, farão a exposição de produtos tecnológicos com influência no cotidiano das pessoas.
Ennio Candotti, presidente da SBPC, ressalta que o evento também busca a aproximação entre ciência, tecnologia e produção. A intenção é continuar estimulando a participação e o investimento do setor empresarial em atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação visando ao crescimento sustentável.
Desde 1949, as reuniões anuais da SBPC acontecem em um Estado diferente, com o objetivo de promover a ciência, integrar os pesquisadores e levar o conhecimento científico para todo o país.

Confira a programação
Os participantes
Entre os 600 convidados:
Gilberto Velho: antropólogo, professor titular de Antropologia Social do Museu Nacional da Universidade Federal do RJ. Estuda temas urbanos desde os anos 70, foi responsável pela formação de toda uma geração de cientistas sociais no Brasil.
Jesus Berrocal: geofísico do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). É um dos poucos cientistas brasileiros envolvidos com o estudo de tsunamis (ondas gigantes) e, atualmente, está desenvolvendo um trabalho para as usinas de Angra dos Reis sobre o risco de tsunamis no Litoral do país.
Aziz Ab'Saber: geógrafo reconhecido no exterior, autor de estudos e teorias importantes para o conhecimento de aspectos naturais do Brasil.
Marilena Chauí: filósofa, professora da Faculdade de Letras e Ciências Humanas da USP. Autora de diversos livros, reconhecida também por sua participação efetiva na política brasileira.
Edison Luiz Durigon: biomédico e virulogista, professor do Instituto de Ciências Biológicas da USP, coordenador da Rede de Diversidade Genética de Vírus da Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (FAPESP), cujo principal objetivo é mapear vírus pouco conhecidos, avaliando o risco que oferecem à saúde.
Alguns temas que serão abordados
Impactos da TV digital no Brasil
O que muda com a chegada dessa nova tecnologia? Como será implantada no país? Será preciso comprar novos televisores? A população brasileira precisará pagar por isso?
Os cientistas vão falar sobre a TV digital no simpósio do dia 17, das 14h às 15h45min, no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas.
Dinossauros: terríveis, mas não tanto
O modo como são representados nos filmes e desenhos corresponde à realidade? Um minicurso de quatro dias mostrará a vida e a extinção dos dinossauros, classificações, principais tipos, regiões em que viviam.
Dias 18 e 21, na sala 316, 1º andar do Centro de Filosofia e Ciências Humanas.
Direitos sexuais e reprodutivos: a questão do aborto
Direito ou crime? A mulher deve ter o poder de tomar decisões sobre o seu corpo e o futuro de uma outra vida? A legalização do aborto pode transformá-lo num método anticoncepcional?
No dia 20, das 10h às 11h45min, o auditório da reitoria sediará o simpósio que tratará desse tema controvertido.
Uma revolução invisível
A nanotecnologia é um recurso de ponta que está chegando a diversas áreas. Ao trabalhar numa dimensão minúscula - de um bilionésimo de metro - pode-se tirar mais proveito de medicamentos, eliminar microorganismos que apodrecem alimentos, entre outros benefícios. O assunto será tratado entre os dias 18 e 21, das 8h às 9h45min, na sala 317, no 1º andar do Centro de Filosofia e Ciências Humanas.
Gripe das aves, os riscos para a saúde humana
Como evitar a contaminação dessa doença que provoca a morte de aves no mundo? Ela pode ser transmitida para o homem e outros animais?
Simpósio sobre o tema no dia 18, das 10h às 11h45min, no auditório da reitoria
Como conservar melhor os alimentos
Novas formas para conservação de alimentos e usos industriais. Tecnologias que permitirão o menor consumo de energia e a diminuição da poluição ambiental.
Neste simpósio, no dia 17, estarão reunidos, das 14h às 15h45min, no Centro de Cultura e Eventos, alguns dos maiores especialistas na área, que apresentarão as novidades da área.
Dieta irada: o desafio de criar um vigeogame para educação nutricional infantil
O videogame, um dos jogos preferidos das crianças, pode se tornar um aliado na luta incansável pela boa alimentação das crianças. Como?
Pesquisadores vão mostrar o trabalho desenvolvido no dia 21, das 14h às 15h45min, na sala 330, no 2º andar do Centro de Filosofia e Ciências Humanas.
Perspectivas da educação à distância no Brasil
O ensino através do computador ou do vídeo está se expandindo no país. Uma mesa-redonda vai debater as tendências deste recurso para ampliar o acesso à educação.
No dia 17, das 10h às 11h45min, no auditório do Museu Universitário
Geração de energia no Brasil
As políticas estratégicas para o aproveitamento de energia no país serão abordadas em simpósio no dia 17, das 14h às 15h45min, no auditoria da reitoria
Alguns temas que serão abordados
Quando: de 16 a 21 de julho
Onde: campus da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Bairro Trindade, em Florianópolis
Participação: todas as atividades são abertas ao público
Inscrição: é gratuita e tem que ser feita na hora. As vagas são preenchidas por ordem de chegada. A exceção é os minicursos. Neste caso, as inscrições podem ser feitas neste domingo, a partir das 9h, no hall da reitoria da UFSC. As inscrições pela Internet estão suspensas. O valor é R$ 10 para a SBPC Jovem (com direito a três minicursos) e R$ 20 para SBPC Sênior (cada minicurso)
Programação completa: www.sbpc.ufsc.br
Mais informações: UFSC - (48) 3331-9000
Secretaria Regional SBPC Santa Catarina - (48) 3331-9512
Atrações culturais
Atividades diárias
Feira do Livro - Praça da Cidadania, das 9h às 19h
Pavilhão cultural - Praça da Cidadania, das 9h às 19h
Engenho do seu Zico - Centro de Convivência, das 8h às 20h
Neste domingo
Grupo Folclórico Danças e Cantares Açorianos de Biguaçu e Orquestra Sinfônica de Florianópolis, no Centro de Cultura e Eventos, a partir das 18h30min
Dia 17, segunda-feira
Coral Nuvens Azuis, da Aldeia Guarani de Biguaçu, na Concha Acústica, 12h30min
Banda Lenzi Brothers, na Concha, às 13h
Dia 18, terça-feira
Banda MPB, na Concha, às 12h30
Claudia Passos e Trio Vocal - Vila Lobos/MPB, no auditório da Igrejinha, às 18h30min
Dia 19, na quarta-feira
Banda Aerocirco, na Concha Acústica, às12h30min
Recital com Conservatório Musical de Florianópolis, no auditório da Igrejinha, às18h30min
Mais informações no www.sbpc.ufsc.br ou (48) 3331-9588