Notícia

A Cidade On (São Carlos, SP)

A atividade física pode te ajudar durante a Pandemia?

Publicado em 21 abril 2021

Estamos sendo privados de alguns momentos extremamente importantes para nossa saúde física e mental. Conseguimos até sentir alguns sintomas como uma simples uma dor de cabeça, insônia, nervosismo, ansiedade, entre outros.

Mas o mais difícil de resolver é a dúvida em saber, quando tudo isso vai passar? O que cada um de nós podemos fazer para ajudar o sistema de saúde, para enfim sairmos o quanto antes dessa situação que a mais de um ano tem nos deixado muito inquietos e com tantas preocupações e dúvidas sobre o futuro?  

Pensando nisso, precisamos fazer a nossa parte que é fazer o uso da máscara, minimizar o máximo possível o contato social e em alguns casos o lockdown, reforçar as orientações relacionadas a higiene pessoal como lavar bem as mãos e o uso do álcool em gel sempre que necessário.  

Mas uma das ações que também podemos fazer é realizar uma atividade física e ajudar nosso sistema imunológico a combater vírus e bactérias de maneira geral. Certamente uma coisa não exclui a outra, o fato de fazer uma atividade física ou ser um atleta ou ex-atleta não me dá uma salva guarda contra esses agravos para minha saúde, mas certamente se realizo atividades físicas com frequência, estarei estatisticamente reduzindo as chances de ter a forma mais grave da doença, até porque quando se trata da nossa saúde e das pessoas que amamos e estão em nosso convívio social, qualquer percentual positivo é sempre bem-vindo. 

O que diz a ciência sobre a atividade física e o esporte para nossa saúde?
Tenha certeza que a cada passo ou passada que você der rumo à prática de uma atividade física, você estará antes de mais nada contribuído para sua saúde e servindo de incentivo para outras pessoas se exercitarem.
Durante muitos anos, os profissionais da área da saúde e esporte vêm pesquisando a relação entre a atividade física e a longevidade, ou mais popularmente falando, a ajudar as pessoas a viverem mais e melhor.  

De tempos em tempos, são divulgadas pesquisas relacionando a expectativa de vida em alguns países e a prática de atividade física, que tem se figurado como uma das ferramentas indispensáveis.
Os benefícios da atividade física não se restringem apenas a melhorar componentes fisiológicos e capacidades físicas como força, resistência, velocidade, também podendo contribuir com a longevidade.
Separamos abaixo alguns textos sobre o assunto:

O histórico de atividade física interfere na gravidade da COVID-19?
Alguns estudos recentes mostraram que a prática de atividade física pode diminuir o risco de hospitalização. Porém, uma outra pesquisa realizada com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) aponta que a população fisicamente ativa deve ter cautela ao achar que o exercício regular pode lhe conferir total proteção contra o coronavírus.
Quer ler o texto? Clique aqui 

Estudo mostra que a hospitalização por Covid-19 é 34% menor entre pessoas fisicamente ativas
Um estudo realizado com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), mostrou que a prevalência de hospitalização é reduzida em 34,3% entre os 983 voluntários que contraíram coronavírus e praticavam níveis suficientes de atividade física antes da pandemia.
Quer ler o texto? Clique aqui

Estudo aponta que cerca de 10,5 horas de sedentarismo por dia aumentam as chances de morte precoce
Um estudo publicado no British Journal Of Sports Medicine mostrou que a quantidade de tempo de sedentarismo está associada a maior mortalidade em indivíduos menos ativos, quando medido por acelerometria. De acordo com os cientistas, cerca de 30 a 40 minutos de atividade física de moderada a vigorosa (AFMV) por dia atenuam a associação entre o tempo sedentário e o risco de morte.
Quer ler o texto? Clique aqui

Exercício físico ajuda a fortalecer sistema imunológico.
Destacamos aqui uma importante pesquisa sobre como a atividade física pode ajudar a fortalecer o sistema imunológico, minimizando os sintomas de algumas doenças. Principalmente nesse momento da pandemia, onde pessoas do grupo de risco podem ter as complicações mais graves da Covid-19, esclareço também alguns discursos relacionados ao fato da prática atividade física tornar essas pessoas menos suscetíveis a complicações e agravos dos sintomas provocados pelo coronavírus.
Quer ler o texto? Clique aqui 

Atividades físicas previnem cerca de 4 milhões de mortes precoce por ano.
As mortes provocadas pelo sedentarismo, também conhecido por doenças hipocinéticas, estão entre as maiores causas de morte em todo mundo, em especial nos países mais desenvolvidos. Essa relação ficou mais evidente no trabalho realizado pelos pesquisadores das universidades de Cambridge e Edimburgo, que analisaram dados de 168 países.
Quer ler o texto? Clique aqui

Como a prática de atividade física pode afetar a sua longevidade.
Uma das pesquisas que teve destaque trata da capacidade dos exercícios físicos de diminuir o estado inflamatório crônico que o avançar da idade pode proporcionar. A liberação dessas moléculas na corrente sanguínea durante e após os exercícios geram efeitos rápidos como:
Estimulam a liberação de alguns hormônios;
Facilitam a queima de gordura e diminui a glicemia;
Provocam a sensação de bem-estar e alivia o estresse;
Reduzem de maneira imediata o risco de problemas cardiovasculares.
Quer ler o texto? Clique aqui

Correr maratona rejuvenesce
O estudo acompanhou 138 maratonistas iniciantes, sendo 49% homens com média de idade de 37 anos. Eles tiveram as artérias do coração examinadas por ressonância nuclear magnética, antes de iniciar os treinamentos e três semanas após a prova. Os resultados apontados pelo estudo mostraram que as artérias estavam 4 anos mais jovens, apresentando menos rigidez.
Quer ler o texto? Clique aqui

Quais são os benefícios da atividade física para a saúde?
Segundos os pesquisadores, são mais de 17 mil moléculas acionadas em nosso corpo para suprir as necessidades através de processos biológicos, passando por vias metabólicas, sistemas aeróbios e anaeróbios de produção de energia, proteínas, enzimas, processos oxidativos, inflamatórios e regenerativos, entre outros.
Quer ler o texto? Clique aqui

Um forte abraço, boa leitura e bons treinos a todos!