Notícia

Notícias Agrícolas

2009 de muita chuva no noroeste paulista

Publicado em 04 janeiro 2010

O ano de 2009 foi marcado pelas chuvas acima da média histórica em todo o Estado de São Paulo. A região noroeste paulista não foi diferente. Muita chuva, em especial no segundo semestre com setembro rompendo o recorde histórico de chuvas.

O monitoramento climático coordenado pela Área de Hidráulica e Irrigação da UNESP Ilha Solteira através de estações agroclimatológicas automáticas registrou em Ilha Solteira 1.671 milimetros no ano, acima do histórico esperado de 1.277 milímetros. Somente no mês de dezembro foram 229 milímetros. Em janeiro, já choveu 9,4 milímetros.

Em Marinópolis, região que tem na produção de uvas finas de mesa a base da economia choveu 1.531 milímetros no ano de 2009, contra uma média histórica de 1.162 milimetros. Em dezembro foram 326,1 milimetros e em janeiro de 2.010, 38,1 milimetros.

Monitoramento será ampliado em 2010

A aprovação pela FAPESP/FACEPE do projeto "Modelagem da produtividade da água em bacias hidrográficas com mudanças de uso da terra" trará mais 7 estações agrometeorológicas, além das duas existentes à região, permitindo estudos e observações do microclima da região.

Apenas duas propostas foram aprovadas no Edital com o objetivo de selecionar projetos de pesquisa científica e tecnológica com foco em mudanças climáticas globais. O projeto está orçado em R$ 334.913,92 no lado Pernambucano e R$ 333.913,50 no lado Paulista e prevê a montagem de uma rede agrometeorológica para estudos microclimáticos, modelagem da evapotranspiração e da produtividade de água, baseadas em dados de campo e imagens de satélite, incluindo a banda termal. As informações são de assessoria de imprensa.