Notícia

Vida Universitária (Blog)

1st São Paulo School of Translational Science

Publicado em 16 abril 2010

Na próxima segunda-feira (19/4) terá início o primeiro curso organizado no âmbito da Escola São Paulo de Ciência Avançada (ESPCA), nova modalidade de fomento da FAPESP. A 1st São Paulo School of Translational Science (1ª Escola São Paulo de Ciência Translacional) será realizada pelo Hospital A.C. Camargo até o dia 30 de abril, com cobertura da Agência FAPESP e de diversos outros veículos de comunicação.

A ESPCA - opção inserida em Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica e/ou Tecnológica - tem o objetivo de criar oportunidades para que cientistas de São Paulo organizem cursos com a participação de especialistas internacionais e que tragam ao Estado jovens estudantes ou pós-doutores de outras regiões e países, possibilitando a interação com estudantes e pesquisadores locais e o debate de temas avançados.

Foram selecionadas, na primeira chamada da ESPCA, sete propostas, incluindo a do Hospital A.C. Camargo, que é um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid) da FAPESP. De acordo com o coordenador do evento, Emmanuel Dias Neto, pesquisador do Centro de Pesquisas do Hospital A.C. Camargo, houve intensa procura pela participação no curso, que reunirá 40 professores de oito países para debater, sob a perspectiva da medicina translacional, temas como genômica, desenvolvimento de drogas, imunologia, neurociências e câncer.

A medicina translacional é um ramo da pesquisa médica que procura conectar diretamente a investigação científica ao tratamento dos pacientes. Cumprimos a meta de selecionar 50 alunos brasileiros e 50 estrangeiros. Mas a procura foi três vezes maior do que a oferta de vagas, superando em muito nossas expectativas. Por conta disso, decidimos aceitar mais participantes do Brasil, totalizando 120 alunos oficialmente inscritos. Além disso, teremos pelo menos uma centena de ouvintes, disse Dias Neto à Agência FAPESP.

O curso valerá créditos validados para instituições reconhecidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e 100 estudantes selecionados receberão bolsas e auxílio para transporte, hospedagem e alimentação, conforme previsto. Os outros 20 alunos não terão esse apoio, mas decidiram participar com recursos próprios, segundo Dias Neto.

Com a qualidade da programação, o interesse foi tão grande que teremos alunos vindos de Estados distantes, mesmo sem auxílio. A vontade de ter acesso a esses debates de alto nível era tão grande que nos parecia um desperdício privar esse pessoal da participação no evento, disse.

Segundo Dias Neto, o aumento do número de participantes para 120 dará mais peso à participação brasileira do que se imaginava originalmente. Mas isso não diminuirá o caráter internacional do evento.

Um dos objetivos fundamentais da iniciativa é formar um fórum capaz de promover avanços na colaboração científica entre grupos internacionais. Esse tipo de envolvimento é importante para que a pesquisa brasileira consiga dar um salto qualitativo, afirmou.

Os conferencistas convidados para o curso são provenientes de mais de 20 das principais universidades dos Estados Unidos, Canadá, França, Itália, Suécia, Portugal, Argentina e Brasil. A participação de pesquisadores renomados garantiu a visibilidade para o evento - assim como a própria temática, já que a ciência translacional consiste exatamente em aproximar a ciência básica da aplicação clínica.

Alguns dos maiores especialistas do mundo em suas áreas falarão, sob a perspectiva da medicina translacional, sobre temas de interesse geral, como drogas capazes de combater a epidemia mundial de obesidade, ou o funcionamento da memória. Essas características atraíram a mídia e teremos uma ampla cobertura jornalística, disse Dias Neto.

O sucesso anunciado da iniciativa, segundo Dias Neto, motiva ainda mais os organizadores para a realização de novas edições da ESPCA. Já tínhamos planejado uma série de cursos. Agora, vimos que há uma demanda muito grande, o que nos animou ainda mais, disse.

Mais informações sobre a 1st São Paulo School of Translational Science: www.schoolscienceaccamargo.org.br

Mais informações sobre a ESPCA: www.fapesp.br/espca