Notícia

Sou Ecológico

10ª Mostra Ecofalante de Cinema recebe inscrições

Publicado em 19 janeiro 2021

Por Agência FAPESP

A 10ª edição da Mostra Ecofalante de Cinema está com inscrições abertas até 2 de fevereiro de 2021 para a Competição Latino-Americana.

Serão aceitas obras latino-americanas finalizadas a partir de 2019 e que não tenham sido exibidas comercialmente na cidade de São Paulo antes da data do festival – a ser anunciada. Não há restrições quanto a gênero ou duração.

Os filmes devem abordar temáticas socioambientais, tais como: energia, água, mudanças climáticas, consumo, povos e lugares, ativismo socioambiental, resíduos sólidos, contaminação ou poluição, políticas públicas socioambientais, questões urbanas, mobilidade, habitação, alimentação, economia, globalização, vida selvagem, sustentabilidade, entre outras.

Duvulgação

Os selecionados concorrem nas categorias Melhor Longa-Metragem Pelo Júri (a partir de 60 minutos), com prêmio de R$ 15 mil; Melhor Curta-Metragem Pelo Júri (até 59 minutos), com prêmio de R$ 5 mil; e Melhor Filme Pelo Público. A critério do júri, poderão ser concedidas menções honrosas.

As inscrições devem ser feitas pelo .

Realizada anualmente desde 2012, a Mostra Ecofalante de Cinema é dedicada a temas socioambientais. Além da competição, a programação conta com o Panorama Internacional Contemporâneo, que apresenta os mais novos filmes dos principais festivais de cinema e documentários do mundo; o Panorama Histórico, com filmes clássicos de diretores que nos oferecem outro olhar para a questão ambiental; a homenagem a um diretor de relevância histórica para a causa; o Concurso Curta Ecofalante, que incentiva produções audiovisuais em escolas e universidades; e a Mostra Escola e o Programa Ecofalante Universidades, que levam filmes e debates para dentro do ambiente de ensino.

Em todas as noites do evento, a mostra promove debates que partem dos filmes exibidos e contam com a participação de especialistas, pesquisadores, críticos e convidados especiais, como diretores e produtores nacionais e internacionais, que também acompanham as sessões de seus filmes para conversas com o público.

Fonte: Agência Fapesp

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Revista Ecológico online